colunas
 


Entrevista com Marcos Kinder por Daniel Ambrusi


Entrevista com Marcos Kinder

Falar sobre Marcos Kinder, é uma responsabilidade muito grande, porém falar sobre esse maravilhoso músico não é uma tarefa tão difícil.

Como não ter o que falar de um dos maiores “influenciadores” da geração Black music atual?

Este músico carioca de 33 anos trabalha não só como Baterista, mas também como: Cantor, Compositor, Arranjador e Produtor.

Nascido em lar evangélico, membro da igreja Nova Vida de Jacarepaguá no Rio de Janeiro; Kinder começou na música aos 16 anos, quando fundou sua primeira banda, a Banda Salvasom.

Nesta mesma época foi convidado a integrar a Banda Complexo J. Uma banda pop rock com a qual gravou dois cds: Complexo J V e Complexo J 10 anos.

Como músico já tocou com vários cantores evangélicos como: Fernanda Brum, Carlinhos Félix, Cláudio Claro, Val Martins, Grupo Ébano, entre outros.

Além de acompanhar um dos músicos mais importantes de nosso país, o baixista Arthur Maia e o rapper Grabriel ” O pensador “, atualmente Kinder está tocando com o cantor Ed Mota e se preprando para uma turnê com o mesmo para 2010.

Kinder, tem 3 cd´s próprios lançados. 2 como cantor e 1 instrumental, além de uma video aula intitulada ” SWING, BALANÇO DO GROOVE “.

O primeiro CD intitulado ” JESUS ” teve a participação de Arthur Maia. O segundo intulado ” Fiel ” é uma produção independente, que traz todas as suas influências musicais de artistas que acompanhou e acompanha ao longo de sua carreira. O terceiro cd lançado foi o ” TAMO JUNTO NESSA LEVADA “, um cd instrumental, contendo play along´s de todas as faixas.

Kinder agora está finalizando o quarto álbum que vai se chamar “SEMENTES”.

Nesta entrevista, saberemos um pouco mais sobre a vida e o MULTI-FUNCIONALISMO de Marcos Kinder, um dos maiores mestres do Funk Soul nacional.

Entrevistador: Daniel Ambrusi

www.danielambrusi.com.br

Ambrusi: O que te incentivou e te influenciou no início de sua carreira?

Kinder: Com certeza meu pai que é locutor e na época de moleque eu ia com ele fazer o programa e ficava ouvindo vária musicas legais que ele tocava, inclusive muitos dos cantores que ele tocava estão hoje aí bombando. Aquelas musicas me influenciaram muito.

Ambrusi: Como foi para você trabalhar com tantos artistas de estilos variados? Você considera isso como uma “escola”?

Kinder: Sim considero!
Cada show é uma experiencia, cada cantor, cada projeto, etc…por que nós nos envolvemos com muitas pessoas e muito estilos diferentes. Cabe a nós reter algo bom desses momentos.

Ambrusi: O músico Arthur Maia, é um dos melhores e mais conhecidos do Brasil. Como surgiu o convite para tocar com ele? E em algum momento você sentiu um certo… “medo” em acompanhar um músico tão conhecido e respeitado?

Kinder: Sim! rsrs no começo. O Arthur é uma referência mundial.

Ambrusi: Além de baterista, você tem realizado trabalhos como cantor, produtor, arranjador, etc. Como tudo isso começou?

Kinder: Tocando com o Arthur, lembro que nos ensaios ele  tinha uma facilidade de fazer os arranjos pra banda. Criava um riff de guitarra, uma levada de baixo, de batera, a linha do piano, as coberturas e tal. Comecei a partir da gig com o Arthur Maia a ouvir outros instrumentos e me interessar.

Ambrusi: Antes de tocar bateria você já cantava?

Kinder: Sim, cantava na igreja, nos corais.

Ambrusi: Em que você se acha melhor ou se expressa melhor…cantando ou tocando?

Kinder: Os 2 momentos são muito especiais para mim.

Ambrusi: Você toca outros instrumentos?

Kinder: Toco pra mim e não pra fazer uma gig. Toco pra compor e fazer arranjos. Diria que quando eu estou tocando em qualquer lugar ou em qualquer instrumento, levo a sério a tocada, pois a música pra mim não é um hobbie. É um dom que Deus me deu. E creio também que quando estou tocando, pode ser em qualquer ocasião, no churrasco, na praia, que seja uma inspiração e que Deus está falando comigo naquele momento, e estes momentos de distração que estou tocando ou brincando, pode virar música ou arranjo.rs

Ambrusi: Qual você teria vontade de aprender e porque?

Kinder: Trombone ou trompete. Adoro naipe.

Ambrusi: Quais são os equipamentos que você usa em seus show´s?

Kinder: Uso um power click db,bateria pearl exr,10,12,14,16 e 22 caixa de 14×5 e uma picollo de 13. Pratos;zildjian,octagon e sabian.

Ambrusi: Como começou o trabalho com Gabriel “O pensador”?

Kinder: Á 6 anos atrás, aproximadamente…é muito bom trabalhar com o Gabriel, é um artista fantástico e aprendo muito com o Gabriel “professor”. Estava gravando meu segundo CD Fiel e convidei o Leandro Neurose, que é DJ dele. Também chamei o Ciro Cruz pra gravar uma das faixas deste mesmo disco, e o Gabriel pintou no estúdio prá me conhecer e dali surgiu o convite.

Ambrusi: Na turnê realizada com o Gabriel, qual você considera o melhor momento?

Kinder: O momento do show…é muito bom trabalhar.

Ambrusi: No trabalho atual com o cantor Ed Mota, você se apresenta tocando e cantando ao mesmo tempo. Como você encara essa tarefa de cantar e tocar ao mesmo tempo e como começou o trabalho com o Ed Motta?

Kinder: Rapaz não é nova tarefa… rs, pois eu toco e canto ha 18 anos.
Quando me chamam pra trabalhar 90 por cento dos trabalhos são pra eu tocar bateria e fazer vocal, então isso pra mim é fácil pois já me acostumei.

Ambrusi: Muitas pessoas acham que essa vida de músico é feita somente de viagens, show´s, etc… E que tudo é as “1000 maravilhas”, mas na verdade sabemos que nem tudo são “flores”, pois depois de muito tempo na estrada bate aquela saudade da família e dos amigos, etc. Como você e sua família encaram isso?

Kinder: Não é fácil, mas ao mesmo tempo me sinto feliz em estar trabalhando, pois eu trabalho em prol da minha familia. Amo minha familia, minha esposa Cristiane e minha filha Helena.

Ambrusi: O que você considara fundamental para se construir uma carreira vitoriosa e de sucesso como a sua?

Kinder: Nunca desistir e Perseverar…Tenho uma frase que tem dado certo na minha vida: “começar é o passo mais importante do seu sucesso “.

Ambrusi: Falando o sobre o cd ” Tamo junto nessa levada “. Como foi o processo de produção deste novo trabalho e como você o define?

Kinder: Graças a deus este cd “tamo junto nessa levada” já é um sucesso. É um disco de grooves, levadas e arranjos de minha autoria. Convidei vários musicos para participar do cd. E o cd vem com os palybacks para o baterista.

Ambrusi: Deixe um recado para os nossos amigos de casa.

Kinder: Que Deus possa abençoar vocês grandemente. E lembre-se começar é o passo mais importante do seu sucesso.
Obrigado Daniel pelo fortalecimento na matéria.
Deus abençoe vocês.
Paz
Marcos Kinder

































0 Comentario...

Deixe seu comentário